quinta-feira, 2 de julho de 2009

No café da manhã...


O que você tem que está toda ensimesmada?

Não pergunte! Respondo e logo começo a falar e lhe conto tudinho com: -E o pior é que não consigo deixar de pensar obsessivamente no Gabriel. Pensei que tivesse esquecido ele, mas está tudo voltando.

- Espere mais seis meses, vai se sentir melhor - diz ele.

- Eu já esperei 12 meses, Guto.

- Então espere mais seis. Vá somando mais seis meses até esquecer. Essas coisas levam tempo.

Solto o ar pelo nariz com força, como um touro.

- Escute aqui, Lindinha - diz Guto. - Um dia você vai olhar para trás, para este momento da sua vida, e pensar que época deliciosa de luto ele foi. Vai ver que estava lamentando a sua perda, e que o seu coração estava despedaçado, mas que a sua vida estava mudando, e que você estava no melhor lugar possível do mundo para fazer isso: em um lindo lugar de adoração, cercada de graça. Aproveite esse tempo, aproveite cada minuto.

Mas eu amava ele de verdade.


Grande coisa. Você se apaixonou por uma pessoa, e daí? Não entende o que aconteceu? Esse cara tocou um lugar do seu coração mais profundo do que você pensava que era capaz de alcançar. Em outras palavras, você foi fisgada, menina. Mas esse amor que você sentiu foi só o começo. Isso é só o amor mortal, limitado, café com leite. Espere para ver como você é capaz de amar mais profundamente do que isso. Nossa, Lindinha...você tem a capacidade de um dia amar o mundo inteiro.
É o seu destino! Não ria.

- Não estou rindo. - Na verdade, eu estava chorando. -E por favor, não vá você rir de mim agora, mas acho que o motivo pelo qual é tão difícil para mim esquecer esse cara é que eu realmente achava que o Gabriel fosse a minha alma gêmea.

- Provavelmente era. O problema é que você não entende o que esta expressão significa...
As pessoas acham que a alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama a sua atenção para você mesmo para que você possa mudar a sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, porque elas derrubam as suas paredes e te acordam com um tapa. Mas viver com uma alma gêmea para sempre? Não. Dói demais.
As almas gêmeas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora. Acabou, Lindinha. A missão de Gabriel era acordar você tirar você daquele relacionamento do qual você precisava sair , destroçar um pouquinho o seu ego, mostrar para você os seus obstáculos e vícios, despedaçar o seu coração para uma nova luz poder entrar, deixar você tão desesperada e fora de controle que você fosse obrigada a transformar a sua vida, estava lá quando você mais precisou e depois saiu fora. Essa era a função dele, e ele foi ótimo, mas agora acabou. O problema é que você não consegue aceitar isso, que este relacionamento tinha uma data de validade bem curto.
Você parece um cachorro cheirando lixo, baby...fica lambendo uma lata vazia, tentando tirar mais comida lá de dentro. E, se você não tomar cuidado, essa lata vai ficar presa no seu focinho para sempre e torna sua vida infeliz.

Então largue isso.

- Mas eu amo ele.
- Então ame ele.

- Mas eu sinto saudade dele.
- Então sinta saudade. Mande um pouco de amor e de luz sempre que pensar nele, depois esqueça. Você só esta com medo de largar os últimos pedacinhos do Gabriel porque ai vai estar sozinha de verdade, e Lindinha morre de medo do que vai acontecer se ficar realmente sozinha. Mas o que você precisa entender é o seguinte...Se você liberar todo esse espaço na sua mente que está usando agora na sua obsessão por esse cara, vai descobrir um vazio ali, um espaço aberto...uma entrada. E adivinha o que o universo vai fazer com esta entrada? Ele vai entrar... Deus vai entrar...e vai encher você com mais amor do que você jamais sonhou. Então pare de usar o Gabriel para fechar essa porta. Esqueça isso.

- Mas eu queria que eu e o Gabriel...

Ele me interrompe.

- Está vendo, é esse o seu problema. Você quer coisas demais, baby.
Parece uma galinha tentando quebrar o próprio ossinho da sorte.

Essa frase me arranca a primeira risada do dia.
Então pergunto a Guto:

- Então, quanto tempo este luto vai demorar a passar?

- Você quer saber a data exata?

- É.

- Uma data que você possa marcar no seu calendário?

- É.

- Deixe eu te dizer uma coisa, Lindinha...você precisa parar com essa mania de querer controlar tudo.

Ao ouvir isso minha raiva me consome como um fogo. Mania de querer controlar tudo? Eu? Penso até em dar um tapa em Guto por causa deste insulto. E então, bem lá do fundo da intensidade da minha indignação ofendida, vem a verdade. A verdade imediata, evidente, risível.

Ele tem toda razão.

O fogo sai de mim tão depressa quanto entrou.

- Você tem toda razão - digo.

- Eu sei que tenho razão, Lindinha. Escute, você é uma mulher poderosa e está acostumada a conseguir o que quer da vida, e não conseguiu o que queria da vida nos seus últimos relacionamentos, e isso te deixou toda travada. O seu ex-relacionamento não se comportou como você queria que ele se comportasse, e o Gabriel também não. Dessa vez, a vida não fez o que você queria. E nada deixa uma controladora mais puta da vida do que a vida não fazer o que ela quer.

- Por favor não me chame de controladora.

- Mas você é controladora, Lindinha. Falo a verdade. Ninguém nunca disse isso a você antes?

- Bom.....já....

- Tudo bem, acho que provavelmente você tem razão. Talvez eu tenha mesmo mania de querer controlar tudo. Só acho estranho você ter reparado. Porque eu não acho que isso seja óbvio para quem vê de fora. Quero dizer...Aposto que a maioria das pessoas não consegue ver esse meu problema na primeira vez em que olha para mim.

Guto ri tanto....

- Não consegue ver? Benzinho... O Ray Charles conseguiria ver a sua mania de querer controlar tudo!

- Tudo bem, acho que pra mim chega deste papo, obrigada.


Trecho do livro Comer, Rezar, Amar - Elizabeth Gilbert (O livro é maravilhoso)
E com certeza terá outros post dedicados a ele.



...

6 comentários:

Maura disse...

Adorei! Quero saber maissss! Vou comprar.... heheheh!
Tenha um belo dia!

Espaço das Mensagens e Reflexões disse...

Oii
O texto deve ser bom mesmo, pelo trecho que postou aqui e pelo que vc comenta ele é com certeza o tipo de livro que gosto de ler, histórias de pessoas que a gente se identifica com elas e consegue tirar uma mensagem boa pra nós de tudo que lemos
Mas, comentando sobre esse trecho... Tenho certeza que vc postou ele aqui por ter se identificado muito com essa história contada no livro... principalmente nesta parte:

"Estava lá quando você mais precisou e depois saiu fora. Essa era a função dele, e ele foi ótimo, mas agora acabou. O problema é que você não consegue aceitar isso, que este relacionamento tinha uma data de validade bem curto.
Você parece um cachorro cheirando lixo, baby...fica lambendo uma lata vazia, tentando tirar mais comida lá de dentro. E, se você não tomar cuidado, essa lata vai ficar presa no seu focinho para sempre e torna sua vida infeliz"!

E eu concordo com o Guto quando ele diz essa parte:

"Se você liberar todo esse espaço na sua mente que está usando agora na sua obsessão por esse cara, vai descobrir um vazio ali, um espaço aberto...uma entrada. E adivinha o que o universo vai fazer com esta entrada? Ele vai entrar... Deus vai entrar...e vai encher você com mais amor do que você jamais sonhou. Então pare de usar o Gabriel para fechar essa porta. Esqueça isso."!!!

E para que esse espaço seja liberado nós temos que parar de falar nele né?! A partir de hoje vou tentar me controlar, mas sabe que não é só espaço dele que tem que ser esvaziado para ser preenchido com algo novo, tem outros personagens que rondam essa história que também ocupam um espaço enorme fazendo com que o espaço para o novo esteja apertadíssimo dificultando e muito a entrada
do novo na sua vida...
Bjus

Dri Bueno disse...

Nossa.. ela parece eu, que coisa! Vou atrás do livro..

Olavo disse...

È deixo curiosidade rs
Bom final de semana
Beijos

Espaço das Mensagens e Reflexões disse...

Oiii
Coloquei lá no blog aquele pensamento que nós debatemos esses dias do dramaturgo irlandês George Shaw, dá uma passada por lá e dê sua opinião.
Um excelente final de semana pra vc... Bjão
Jan

Daniel Savio disse...

hua, kkk, ha, ha, tem coisa que queremos sempre, mesmo que nos despedacem todo...

Até os amores falidos...

Fique com Deus, menina Déia.
Um abraço.